Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ O Herói

homem exibindo a roupa do superhomem
No peito sem razão algo constrói
um som mudo e sem cor, sem qualquer alma
que trava, trama e traça um novo trauma
no tonto coração que, sem herói

precisa lutar só e isso lhe mói...
E como um bom goleiro a bola espalma,
a vida escapa fácil e o desalma
a seco, a prazo e a prantos... Dor que dói!

E em fuga, no caderno acha um caminho,
um jeito de viver nesse moinho
que o mundo lhe entregou quando nasceu.

Em alvas folhas crava os sacros textos
pois encontrou na dor alguns pretextos
pra ser o único herói do mundo seu!

Gustavo VS Ferreira
16/06/2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *