Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ Duas Luas

Ó formas circulares, róseas, belas
formas perfeitas, mágicas, divinas!
De delícias supremas, cruas, finas
das panteísticas formas paralelas!

Fórmulas doutras formas, das singelas
noites quentes, sonoras, cristalinas...
Ó formas geradoras de neblinas,
de cantos matinais de áureas gazelas!

Formas aveludadas, castas, leves,
perfumosas e suaves como as neves
pálidas e sutis dos meus anseios.

São as formas das fórmulas mais puras
das quimeras sensuais das formosuras
são as luas celestes dos seus seios!

Gustavo VS Ferreira
25/06/2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *