Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ Luta Incessante

O peso do mundo sufocando a morte
a morte sufocada, sufoca a vida
a vida sufocada, sufoca a sorte
a sorte sufocada é mal resolvida.

O peso da morte desalinha o norte
o norte sem linha-base definida
predefine no vácuo, um profundo corte
que corta até as chances duma sobrevida.

Sobre a vida humana promove boicote
faz do simples humano um ralé mascote
que morre somente pra pagar dívida...

O peso do mundo é mortal sacerdote
sufoca a humanidade e de camarote
vê-nos padecer vivos em carne lívida.

Gustavo V.S Ferreira
31/10/2018



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *