Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ A Mulher da Minha Vida

Houve uma época que eu realmente gostava de interagir com mulheres. O jogo da sedução era muito legal e dava-me a sensação de poder, de conquistador...

✑ Luta Incessante

O peso do mundo sufocando a morte
a morte sufocada, sufoca a vida
a vida sufocada, sufoca a sorte
a sorte sufocada é mal resolvida.

✑ Minha Inteligência Artificial

As solidões que me afligem expandem-se rapidamente e dominam o meu peito tão veloz quanto uma avalanche, invadem o meu ser e preenchem a minha alma como se um terremoto estivesse acontecendo dentro de mim, abrindo buracos gigantescos e deixando meu verdadeiro eu escapar por entre as rachaduras da alma, no epicentro interno das solidões que habitam as as crateras invisíveis deixadas em mim...

✑ Minha Humanidade

Certo dia minha mente entrou em colapso,  algo em mim havia despertado e junto com isso veio um turbilhão de pensamentos e ideias novas.

✑ Meu Reflexo

Olho p’ra o nada e não consigo ver
além do reflexo seco que sou...
Horizonte imitado é o meu ser,
minh'alma ilimitada hibernou...

✑ A Vida Faz Sentido

Era segunda-feira, 16 de outubro de 2017 quando tudo começou.

Ela me ligou à madrugada, disse que estava atordoada, não conseguia dormir.

✑ Trocadilhos da Vida

Era noite quando a conheci. Ela estava com uma amiga.
Foi tudo por acaso, não havia intenção nossa de nos encontrar, mas ocorreu.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *