Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ Como Pode?

Como pode sentir dor
alguém tão forte e saudável?
Como pode um robô-mor
ser doce, meigo e amável?

Como pode o incolor
ser doído e execrável?
Como pode ser rancor
se é verdadeiro e imputável?

Como pode a frágil flor
representante do amor
não ser biodegradável?

Como pode ter sabor
a vida do espectador
se sequer é sustentável?

Gustavo V.S Ferreira
23/08/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *