Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ Era Madrugada II

Morte projetava
enquanto ocupada
ela só e calada
atenção me dava.

Luz que se apagava
na vil madrugada
fria, amargurada,
vida evaporava...

Ela imaculada
até levitava
mas não era alada...

Eu comemorava
ela, ali deitada
morta, descansava.

Gustavo V.S Ferreira
09/07/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *