Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ Sol é Vida

Ao amanhecer, ouço o som do sol
encantando à beleza desta vida
em sua luz forte e desinibida
e musicando o mundo em si bemol.

Minh'alma entona-se num arrebol
e dança livre, toda agradecida
e de raios solares envolvida
levita de leve e torna-se escol...

E na manhã musical divertida
desfaleceu todo o meu cortisol
numa eficaz evasão biocida...

De manhã, o céu cobriu-se co' o lençol
de luz. Então minh'alma enternecida
partiu suave como um rouxinol!

Gustavo V.S Ferreira
13/06/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *