Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ O Lembrete

Inda sinto dores em meu joelho
é uma lembrança que me atormenta
e que me incomoda e me experimenta;
será que a dor tenta dar-me um conselho?

Em sonhos estou num cordão vermelho
transbordo em plena luz que me arrebenta
e em eterna paz, a luz me acalenta
em raios de amor, ao céu me assemelho...

A vida agora é minha ferramenta;
tenho o perdão como meu aparelho
e a mais bela razão me representa.

Quem presumiria que um destrambelho
daria-me esta linda vestimenta
de salvação que reluz feito espelho?

Gustavo V.S Ferreira
08/06/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *