Gustavo Valério

O Poeta Soturno

✑ Apenas Humana

E ela chorou tanto
que suas lágrimas secaram
acabaram, sumiram.
Agora ela não chora mais.

Não há lágrimas,
pessoas ou motivos
que a faça chorar.

Ela afogou sua alma
em lágrimas
e a matou.

Agora só há um corpo
vivendo
escrevendo
sendo
apenas humano.

Gustavo V.S Ferreira
03/02/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *