Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2017

A Última Carta do Poeta

Você encontrou a pessoa ideal
e deverá focar nisto.
Agora a felicidade pode ser real
sem dores e riscos.

Eu sou apenas poeira na estrada,
um pouco de mentira e ilusão.
Sou um pouco de luz na madrugada
e feridas pro teu coração.

Vi uma luz, de longe, brilhando,
em tuas mãos.
É a pessoa que estás ficando
te iluminando feito clarão.

É raro encontrar alguém assim,
então, por favor, aproveite.
Não permita que isso tenha um fim,
ou simplesmente perca o enfeite.

Você já sofreu demais,
agora, é a hora de ser feliz.
Não desperdice aquilo que é mais
do que o que você sempre quis.

Eu não sou o teu bem
mas posso muito bem ser teu mal.
Pensando nisto, fique com alguém
que não seja tão anormal.

Talvez eu te ame de verdade,
mas isso não é suficiente.
O amor sozinho não traz felicidade
se outros fatores estiverem ausentes.

Ele parece uma pessoa honesta,
simples, talvez até fiel.
Uma sorte como esta
só vinda diretamente do céu.

Você deve calcular
o preço da decisão,
pois se o acaso te devorar,
a culp…

Não Quero Ser Amado

Eu não quero ser amado, não quero que você diga que sou o amor da sua vida,
a pessoa com a qual você sonhou a vida inteira. Não desejo ser
nenhum objeto de satisfação total de alguém.

Não quero ser teu amor, nem recebê-lo.
Pois sei que juntamente com a frase "te amo",
vem outras coisas, exigências e condições as quais não quero que me prendam.

Não espero que fales palavras mágicas para mim,
nem que fiques o dia inteiro ditando coisas doces, que logo,
quando as exigências não forem cumpridas, sucumbirão e se tornarão em ódio.

Não quero que me peças pra ser o teu homem,
pra ser teu capacho, ser teu chão, tua luz, teu céu, teu mundo;
não quero que exijas nada de mim, assim como jamais exigirei nada de você.

É estranho para mim essa conversa sobre amores e felicidades,
pois sei que as pessoas não estão dispostas a sentir o amor tal como ele é,
ou pelo menos, como deveria ser.

As pessoas fazem questão de dizer, repetidamente que nos amam, mas exigem recompensas,
tal como um cão …

A Bonequinha de Gelo

Despi-me dos meus pensamentos, abandonei minhas obrigações sociais e fugi...
Fui procurar algo que fizesse sentido mundo afora, tentar entender o acidente da vida...
Mundo afora, experimentando as mais diversas sensações, ultrapassei fronteiras
matas, pedras, calor e frio, ainda assim não vi sentido na vida.

De fato, nada faz sentido, embora, o nada seja apenas uma palavra aguardando definição.
Caminhei por diversos caminhos, até não haver mais terra para pisar, até olhar o horizonte
e visualizar apenas cores, efeitos coloridos a me hipnotizar e me perdi...

Perdi-me por não haver mais caminho, tudo que havia no horizonte eram cores acima de mim
e abaixo, apenas o branco-puro rodeava-me, sem rastros, nem caminhos...

Sem companhia, contato com o mundo afora, sem água e sem comida
resolvi parar e economizar energia, embora o frio começasse a me atormentar...
Devido às circunstâncias, meu cérebro perdeu a razão, tudo era variável...
Apenas as lembranças delas me mantiveram vivo, em meio …

Suicídio no Natal

Na madrugada do dia anterior ao natal
eu estava meditando no que tenho feito;
estava pensando em melhorar
e mudar para alcançar alento.

O que tenho até agora não me faz feliz,
pelo menos, não como eu gostaria.
Não me importo com as dores da mudança,
desde que, entre mágoas e torrentes, haja alegria.

Percebi que preciso me tornar mais rude,
preciso mudar minhas atitudes,
tentar ser mais natural...

Assim, depois de fazer tudo o que pude,
de gozar de tudo o que me ilude,
suicidei-me no natal.

E ano que vem, assim espero,
ressurgirei, novo, vil e áspero
e mergulhado num novo eu multilateral.